Home > Notícias > Detalhes
Notícias
13/07/2017 09h18
AMAI busca esclarecimentos sobre excessos em curso de formação de soldados e de cabos
Not�cias

A AMAI encaminhou um ofício ao comandante-geral da PMPR, coronel Maurício Tortato, solicitando esclarecimentos sobre a denúncia de excessos realizados na Academia Militar do Guatupê, no dia 28 junho deste ano, com alunos do Curso de Formação de Soldados e do Curso de Formação de Cabos.

A informação recebida pela Associação é que os alunos foram “punidos”, devido ao fato de terem corrido até o ônibus, no qual não haviam bancos suficientes para todos, após a operação na Pedreira Paulo Leminski, realizada para garantir a ordem pública durante a votação de projetos de lei da esfera municipal. Como punição, eles foram obrigados a correr 3.500 metros e fazer flexões nas pedras, alguns deles ficaram, inclusive, com as mãos machucadas.

Fatos como estes, se comprovados, não contribuem para a formação dos policiais e bombeiros militares. Pelo contrário, promovem o abuso de autoridade, constrangimento, desrespeito, violando os direitos dos militares estaduais. Além disso, vão em desencontro à filosofia da entidade de “desenvolver e difundir uma doutrina de sentimento fraterno e de respeito mútuo nas relações hierárquico disciplinares, bem como cultivar o respeito à dignidade da pessoa e aos princípios defendidos pela doutrina de direitos humanos”.

A AMAI aguarda resposta do comando geral sobre a denúncia. Uma cópia do ofício foi encaminhada também à Secretaria Estadual de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP), à Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Paraná, e à Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraná.

Comentários
# Nome
# E-mail
# Comentário
# Verfficação (digite as palavras da imagem no campo de texto)
Nenhum comentário foi localizado. Seja o primeiro a comentar!
Exibir mais comentários
Encontre no site da AMAI
Jornal AMAI
Assine nossa newsletter
# Nome
# E-mail
# CPF
# É associado?
     
© 2012 AMAI Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos Inativos e Pensionistas. Todos os direitos reservados.